Suíno

Desempenho exportador das carnes nas três primeiras semanas de 2022

Comparativamente ao mesmo mês do ano passado, as exportações brasileiras das carnes bovina, suína e de frango das três primeiras semanas de 2022


Publicado em: 25/01/2022 às 11:40hs

Desempenho exportador das carnes nas três primeiras semanas de 2022

Comparativamente ao mesmo mês do ano passado, as exportações brasileiras das carnes bovina, suína e de frango das três primeiras semanas de 2022 (acumulado em 15 dos 21 dias úteis do mês) seguem, todas, com aumentos expressivos. Assim, pela média diária, o volume das carnes suína e de frango registra aumento anual de 17%, enquanto o de carne bovina é 33,5% superior.

Adicione-se a esse bom desempenho o fato de janeiro corrente ter um dia útil a mais que janeiro de 2021.Isso projeta, para as carnes de frango e suína, aumento de volume pelo menos 23% superior, enquanto o incremento da carne bovina pode chegar aos 40%.

De negativo, por ora, apenas a continua queda nos preços da carne suína, no momento com a menor cotação dos últimos 12 meses. Assim, frente a aumentos anuais da ordem de 15% das carnes bovina e de frango, o preço da carne suína registra queda anual próxima de 10%.

Tal desempenho, naturalmente, irá se refletir na receita cambial do produto. E o previsto, por ora, é um aumento de 11,5% em relação a janeiro de 2021, resultado fraco se considerada a projeção de 42% de aumento na receita cambial da carne de frango e de 60% na da carne bovina.

Fonte: AviSite

◄ Leia outras notícias