Avicultura

Embarques de carne de frango das três primeiras semanas de janeiro sinalizam aumento de mais de 20% no total do mês

Transcorridos pouco mais de 70% dos dias úteis de janeiro as exportações brasileiras de carne de frango in natura seguem registrando, pela média diária, o mais fraco resultado dos últimos 12 meses


Publicado em: 25/01/2022 às 12:30hs

Embarques de carne de frango das três primeiras semanas de janeiro sinalizam aumento de mais de 20% no total do mês

Transcorridos pouco mais de 70% dos dias úteis de janeiro (15 de um total de 21 dias úteis), as exportações brasileiras de carne de frango in natura seguem registrando, pela média diária, o mais fraco resultado dos últimos 12 meses. Ou seja: a média diária das três primeiras semanas de 2021 (15.761 toneladas) estão acima, apenas, das 13.437 toneladas/dia alcançadas um ano atrás, em janeiro de 2021.

Embora esse resultado seja preocupante, visto corresponder a uma redução de cerca de 5,5% sobre dezembro passado, não chega a surpreender, pois é em janeiro que, normalmente, ocorrem os menores embarques de cada exercício (efeito, entre outros, do Inverno no Hemisfério Norte e da consequente paralisação de alguns dos portos de destino do produto brasileiro na Europa e na Ásia).

De toda forma, o corrente janeiro tem uma vantagem em relação ao mesmo mês do ano passado: um dia útil a mais. Assim, se pela média diária os embarques atuais são 17% superiores, no total mensal (mantida a média presente) podem apresentar incremento de 23% e aproximar-se das 331 mil toneladas (268,7 mil/t em janeiro de 2021).

O preço médio até agora registrado, de US$1.679,40 por tonelada embarcada, continua aquém dos valores observados por todo o segundo semestre de 2021. De todo forma são, no momento, 15,27% superiores aos de janeiro do ano passado.

Como resultado do incremento anual no volume e no preço médio, a receita cambial deve apresentar crescimento expressivo em relação ao primeiro mês de 2021. O projetado, por ora, é um valor mais de 40% superior ao de um ano atrás, o que significa chegar a uma receita mensal de, pelo menos, US$550 milhões.

Fonte: AviSite

◄ Leia outras notícias