Aquicultura e Pesca

Dia de Campo da Piscicultura visa o fortalecimento do setor em Mato Grosso

No próximo dia 25 de junho acontece o Dia de Campo da Piscicultura, o evento é resultado de uma parceria entre a Associação dos Aquicultores de Mato Grosso (Aquamat) e Sebrae/MT. O dia de campo acontece na Estância Rancho Dourado, BR 163, km 457 (sentido Jangada), no município de Cuiabá (MT).


Publicado em: 17/06/2022 às 14:00hs

Dia de Campo da Piscicultura visa o fortalecimento do setor em Mato Grosso

De acordo com Valéria Pires, da Gerência de Conexões Empresariais do Sebrae, o principal objetivo do evento é promover o fortalecimento do setor que também foi muito prejudicado pela pandemia. “Nossa ideia é fazer a retomada desse importante setor junto com os piscicultores de Mato Grosso para ouvi-los e também auxiliá-los nas dificuldades decorrentes do período pandêmico e do aumento no preço do milho que, consequentemente, onerou o preço da ração”, pontua.

Ainda de acordo com Valéria Pires, o Dia de Campo da Piscicultura, vai incentivar as boas práticas na produção, no manejo, na melhoria da qualidade da água sem que sejam necessários grandes investimentos em tecnologia, ou seja, o piscicultor poderá otimizar os recursos que já possui.

O evento vai contar com uma agenda cheia de atividades teóricas e práticas que terão início às sete horas da manhã e seguem até às 16 horas. Atualmente Mato Grosso possui 3.800 piscicultores e para Igor Davoglio, presidente da Aquamat, o evento é de suma importância, principalmente para que os piscicultores tenham conhecimento acerca de novas técnicas disponíveis no mercado para a produção do pescado. “Atualmente o piscicultor tem dificuldades com o custo elevado de insumos, sérios problemas hídricos provocados pela falta de chuva dos últimos anos, dificuldade com comercialização e ainda sofre com a falta de um sistema eficiente para o produtor e beneficiador do pescado”, destaca o presidente.

Mato Grosso está entre os 10 maiores produtores de peixe de cultivo do país, ocupando ultimamente a 7ª posição com 42.600 toneladas. Quando o assunto é produção de peixes nativos, Mato Grosso é o 2ª maior com uma produção de 37.000 toneladas, porém, o Estado já esteve em primeiro lugar em produção de peixes nativos a nível nacional. "Patamar que desejamos alcançar novamente, porém, somente será possível com organização do setor e políticas públicas favoráveis”, afirma Igor.

As informações e inscrições para participar do Dia de Campo da Piscicultura devem ser feitas pelo telefone: 0800 570 0800. O valor da inscrição é de R$ 50,00 com almoço incluso. O link da localização: https://goo.gl/maps/i69Jasz6ZsiZG4dd8.

Confira abaixo a programação

  • 7h às 8h – Credenciamento
  • 8h às 8h20 – Boas vindas e Abertura – Igor Davoglio/Aquamat e Valéria Pires/Sebrae
  • 8h20 às 9h – Palestra: Desafios dos peixes nativos Frente ao Crescimento da Tilapicultura no Brasil – André Camargo

Divisão dos grupos x estações de visitação:

  • 9h às 10h30 – Estações do Conhecimento

Estação 1: Qualidade de água – Caio Marcos Castaldeli

Estação 2: Sanidade de peixes- Ivan Rui Pires – Agrounidos

Estação 3: Manejo alimentar – Calixto Ramos – Agrotech Piscis

  • 10h30 às 11h – Ações da UFMT – Drª Janessa Abreu – UFMT
  • 11h às 12h – Painel entre indústrias

Vinícius de Cerqueira – Peixes do Cerrado

Ricardo Coelho – Peixe Forte

Francisco Neto – Rei Fish

  • 12h – Almoço
  • 13h30 às 14h – Palestra: Uso de Probióticos – Bruna Castro – Phibro
  • 14h às 14h50 – Palestra: Panorama Atual da Piscicultura em MT – Darci Carlos Fornari
  • 14h50 às 15h30 – Nutrição de peixes – Geovani Sampaio – Rações Raguife/Grupo Ambar Amaral
  • 15h30 – Visita aos estandes
  • 16h – Encerramento

Fonte: Pauta Pronta

◄ Leia outras notícias