Apicultura

Palestras técnicas e entregas de equipamentos marcam encontro sobre apicultura e meliponicultura na Seapa

Quatro municípios goianos receberam itens para estruturação de Casas de Mel. Palestrantes destacaram potencial de expansão da atividade, sobretudo entre agricultores familiares


Publicado em: 30/05/2022 às 14:30hs

Palestras técnicas e entregas de equipamentos marcam encontro sobre apicultura e meliponicultura na Seapa

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) entregou equipamentos de apicultura para quatro municípios goianos nesta sexta-feira (27/5). A programação do evento teve também palestras técnicas sobre apicultura e meliponicultura, e contou com a participação de autoridades estaduais, prefeitos, secretários, técnicos e produtores.

Cada município recebeu um conjunto de mesa desoperculadora de favos, centrífuga elétrica, descristalizador elétrico e ainda três tanques decantadores de mel, três baldes coletores de mel e três peneiras para processamento de mel. Arenópolis, Diorama, Jussara e Piranhas assinaram os termos de cessão de uso de 48 equipamentos no total. O investimento na aquisição dos itens foi de R$ 61,4 mil.

“A ideia é estimular a criação e a ampliação de Casas do Mel em Goiás. Os produtos da apicultura e da meliponicultura têm alto valor agregado. Com técnica, estrutura e conhecimento adequados, podem gerar novas oportunidades para muitas famílias”, declarou o superintendente de Produção Rural Sustentável da Seapa, Donalvam Maia, ao abrir o evento. Ele ressaltou a participação já expressiva da agricultura familiar na atividade.

Prefeita de Jussara, Maria Idali Bontempo contou que os equipamentos repassados pela Seapa serão utilizados na expansão da Casa do Mel já existente na cidade. “Estamos reformando para ampliar a capacidade”, avisou ela. Já o prefeito de Piranhas, Marco Rogerio Candido Leite, informou que o município se preparou para a chegada dos equipamentos oferecendo cursos aos produtores. “Vamos caminhar a passos largos na produção de mel de agora em diante”, destacou.

Palestras

A primeira palestra técnica do dia foi ministrada pela zootecnista Gabriella Riad Iskandar. Especialista em apicultura, Iskandar falou sobre instalações, equipamentos, rotinas e materiais necessários à criação de abelhas e à produção de mel. Ela chamou atenção para o potencial da atividade: “Aqui em Goiás falamos muito de mel, mas precisamos começar a conversar sobre própolis, pólen, geleia real e outros produtos que têm grande demanda”.

Na sequência da programação, o supervisor técnico Kendes Pereira Alves, da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e de Pesquisa Agropecuária (Emater), abordou o tema da alimentação de abelhas. E fechando o evento, uma equipe da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) detalhou os passos para regulamentação dos Serviços de Inspeção Municipal (SIM) e Estadual (SIE), obtenção de Selo Arte e Produto Artesanal. As palestras foram conduzidas pelos fiscais agropecuários estaduais Amanda Rabello, Michelly Nana e Eurípedes Amorim.

Saiba mais

O termo meliponicultura diz respeito à criação de abelhas sem ferrão. Apicultura é a criação de abelhas com ferrão. O encontro desta sexta-feira (27/5) é uma realização da Seapa, com apoio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás).

Fonte: Comunicação Setorial da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) – Governo de Goiás

◄ Leia outras notícias