Certificação

Produtos halal ganham dimensão e importância em uma das maiores feiras de alimentos do mundo

Acontece de 9 a 13 de outubro uma das maiores feiras de alimentos do mundo, a Anuga 2021, realizada no Centro de Exposições da Koelnmesse, em Colônia, Alemanha


Publicado em: 08/10/2021 às 13:50hs

Produtos halal ganham dimensão e importância em uma das maiores feiras de alimentos do mundo

Acontece de 9 a 13 de outubro uma das maiores feiras de alimentos do mundo, a Anuga 2021, realizada no Centro de Exposições da Koelnmesse, em Colônia, Alemanha. Além de atualização sobre as tendências do setor, o empresário terá a oportunidade de disseminar a importância da certificação halal, que garante produtos de procedência e qualidade, e de fomentar novos negócios.

O gerente de Relações Internacionais da Cdial Halal, Omar Chahine, que participará da feira, explica que alimentos certificados têm sua qualidade, segurança alimentar e rastreabilidade atestadas, tendo em vista que são minuciosamente selecionados, desde a matéria-prima ao processo logístico. 

Dessa forma, alimentos com certificação halal são benéficos ao consumidor, que terá a certeza de adquirir alimentos seguros e saudáveis, e para o empresário, que aumentará o valor agregado de seus produtos industrializados. 

“Por isso, a certificação tem sido exigida não apenas por países árabes, mas também por outras localidades que primam pela segurança alimentar, o que é uma exigência global cada vez mais presente no segmento alimentício”, destaca Chahine. 

Produtos Halal

Dados da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, apontam que a perspectiva para o mercado halal global é de atingir US$ 2,35 trilhões até 2024. O setor com maior movimento de receita é o de alimentos e bebidas - principalmente alimentos saudáveis, funcionais e orgânicos - responsável por 58% do faturamento global e com certificação halal.

Existe uma infinidade de produtos que já receberam o selo halal e alguns mercados encontram-se em evolução, dentre eles, chocolates, bebidas, produtos de padarias e refeições congeladas.

Vantagens da certificação halal para as empresas - A empresa poderá começar a explorar novos mercados ao exportar para diferentes países islâmicos, como Arábia Saudita, Indonésia, Bangladesh, entre outros. Além disso, para obter a certificação halal, é necessário adequar os processos de fabricação dos alimentos às rigorosas normas de qualidade, o que se traduz em vantagem competitiva e, com isso, a empresa será reconhecida por esse diferencial. E com um leque mais diversificado de consumidores, as vendas e o lucro serão muito maiores.

Mercado brasileiro de alimentos – Dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) apontam o setor cresceu 12% em 2020 em relação a 2019, atingindo R$ 789,2 bilhões, o que representa mais de 10% do PIB bruto nacional. O Brasil é o segundo maior exportador de alimentos industrializados do mundo: 190 países recebem alimentos e bebidas brasileiros. Este mercado gera 1,68 milhões de empregos formais e diretos.

Exportações brasileiras

As exportações brasileiras do agronegócio, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, somaram mais de US$83 bilhões até agosto de 2021, sendo a China o principal comprador dos produtos brasileiros, com quase 38% das exportações totais. Quanto aos produtos, o destaque é o complexo soja, que representou 45,69% das exportações, seguido das carnes, com 15,75%. No mês de agosto de 2021 as exportações brasileiras bateram recorde: a receita de US$ 10,9 bilhões, a maior da história. 

Sobre a certificação halal

A certificação Halal atesta a qualidade da produção, da confiabilidade, da rastreabilidade e do cumprimento dos requisitos de segurança em todo o seu processo. Abrange desde a matéria-prima, todo o processo de produção, higienização, rastreabilidade, armazenagem e transporte. Pode ser aplicada a qualquer categoria de empresa, por exemplo, pecuária, agricultura, serviços de alimentação (hotéis e restaurantes), transporte, têxtil, indústria química e bioquímica, embalagens, cosméticos, produtos de origem animal perecível ou de longa vida, transporte e armazenagem, dentre outros. Embora a concentração de mulçumanos seja maior no Oriente Médio, existem quase 1.8 bilhão de mulçumanos em todo o mundo que consomem produtos que são certificados halal.

Fonte: LN Comunicação

◄ Leia outras notícias