Mercado Financeiro

Café estende baixas e abre 6ª feira com desvalorização em NY e Londres

No Brasil, analista mantém cenário de alta, mas destaca que chuva pressiona os preços


Publicado em: 28/01/2022 às 10:30hs

Café estende baixas e abre 6ª feira com desvalorização em NY e Londres

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta sexta-feira (28) com desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O mercado estende as baixas da última sessão no mercado futuro, quando o café foi fortemente pressionado pelo financeiro e recuou mais de 2%. No Brasil, analistas seguem afirmando que os fundamentos são sólidos para o café, mas não descartam volatilidade e correção nos preços, já que o mercado subiu muito no último ano. 

Por volta das 08h59 (horário de Brasília), março/22 tinha queda de 130 pontos, valendo 230,75 cents/lbp, maio/22 tinha baixa de 125 pontos, negociado por 231,40 cents/lbp e julho/22 tinha desvalorização de 155 pontos, valendo 230,40 cents/lbp e setembro/22 tinha queda de 145 pontos, valendo 229,50 cents/lbp. 

Em Londres, o café tipo conilon também opera com desvalorização nesta manhã. Março/22 tinha queda de US$ 23 por tonelada, valendo US$ 2168, maio/22 tinha desvalorização de US$ 15 por tonelada, negociado por 2159, julho/22 tinha queda de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 2153 e setembro/22 tinha baixa de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 2152. 

"Mas as boas chuvas deste verão sobre os cafezais brasileiros, dão aos operadores a esperança de uma boa safra em 2023. Enquanto isso, todos os números que são divulgados atualmente apontam para escassez e dificuldades no fornecimento de café verde. É grande a preocupação com a queda na produção brasileira e mundial de café em 2021 e neste ano", destacou a última análise do Escritório Carvalhaes. 

MERCADO INTERNO - ÚLTIMA SESSÃO

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 3,01% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.450,00, Poços de Caldas/MG teve queda de 0,68%, negociado por R$ 1.470,00, Araguarí/MG teve queda de 2,68%, valendo R$ 1.490,00, Campos Gerais/MG teve baixa de 2,98%, valendo R$ 1.464,00 e Franca/SP teve queda de 2,61%, valendo R$ 1.490,00. 

O tipo cereja descascado teve baixa de 2,84% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.540,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 0,64%, valendo R$ 1.550,00, Varginha/MG teve baixa de 3,09%, cotado por R$ 1.570,00 e Campos Gerais/MG encerrou com baixa de 2,87%, negociado por R$ 1.524,00. 

Fonte: Notícias Agrícolas

◄ Leia outras notícias