Orgânico

Supernosso adquire startup de orgânicos e amplia canais de vendas

O Grupo Supernosso está investindo em uma nova frente do mercado alimentício. A rede acaba de adquirir o controle da empresa mineira “Orgânico do Chico”, um e-commerce especializado em produtos orgânicos. O objetivo é potencializar o mercado de orgânicos e fazer com que esses alimentos sejam bem mais acessíveis para toda a população.


Publicado em: 13/01/2022 às 07:20hs

Supernosso adquire startup de orgânicos e amplia canais de vendas

“Essa nova aquisição vem ao encontro da nossa estratégia de facilitar o abastecimento de lares e negócios, propósito maior do grupo”, destaca Rodolfo Nejm, vice-presidente do Grupo Supernosso

Hoje, o Brasil possui um crescimento de quase 10% no mercado de alimentos orgânicos, tendo registrado um acréscimo de 2,3 mil novos produtores entre janeiro de 2020 e maio deste ano, segundo pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Segundo o vice-presidente, o grupo está focado em oferecer aos clientes ingredientes sustentáveis vindos de pequenos produtores locais. “Será da fazenda para a sua mesa (farm to table), um conceito que teve origem nos EUA e que aproxima o produtor do cliente. Isso traz inúmeras vantagens, entre elas conhecer profundamente a origem dos ingredientes. Dessa forma, todos ganham, sem mencionar que o cliente será o principal beneficiado, pois vai consumir ingredientes com mais sabor e nutrientes”, destaca.

"Estávamos em busca de uma empresa em consonância com o nosso propósito e valores, como o apoio aos pequenos produtores; o alto padrão de qualidade, a valorização da família e da mineiridade. E o Orgânico do Chico se encaixa perfeitamente”, diz Nejm.

Logística

Hoje, o “Orgânico do Chico” conta com cerca de 1.500 produtos orgânicos, naturais, veganos e artesanais, entregues em Belo Horizonte e região metropolitana. Segundo o sócio Bernardo Maciel, o propósito é democratizar o acesso a produtos de qualidade, com maior comodidade e frescor

“A empresa surgiu com o Chico, meu pai, e o Guilherme, meu irmão, com o intuito de facilitar a relação entre o produtor e consumidor final. Por um lado, o pequeno produtor não conseguia escoar sua produção, e do outro, o consumidor não conseguia ter acesso aos produtos. Com a nossa logística, a maior parte das hortaliças chega na casa dos clientes com menos de 24 horas após a colheita. ”, diz Maciel.

Fonte: Hipertexto Comunicação Empresarial

◄ Leia outras notícias