Meio Ambiente

Projeto da BRF contra desmatamento ilegal é selecionado para programa de aceleração da ONU

Iniciativa de diligência da companhia de alimentos visa reforçar a importância da rastreabilidade de grãos na cadeia de insumos


Publicado em: 24/05/2022 às 08:00hs

Projeto da BRF contra desmatamento ilegal é selecionado para programa de aceleração da ONU

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, é a mais nova integrante do “INOVA 2030 – Jovens Inovadores em ODS”, programa de aceleração liderado pela Rede Brasil do Pacto Global. A ação foca no engajamento de talentos que tragam soluções de negócios relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), da Organização das Nações Unidas (ONU). 

A iniciativa da BRF teve como tema “Engajamento de fornecedores de grãos e Due Diligence nos aspectos ESG’, em ação conjunta com jovens profissionais das áreas de Compliance, Commodities e Sustentabilidade da BRF, com apoio de suas lideranças. Entre os objetivos da Companhia, destaque para a ampliação das discussões sobre a importância da rastreabilidade dos insumos adquiridos pelas empresas do setor de alimentos, o desenvolvimento de estratégias para o engajamento dos fornecedores de grãos, além da conscientização quanto aos critérios de produção sustentável e direitos humanos em suas operações.

O INOVA 2030 tem duração de sete meses. Nesse período, acontecerão oficinas, treinamentos e momentos de trocas entre o Pacto Global e as empresas participantes, com o intuito de acelerar o desenvolvimento de jovens talentos e de engajar esses profissionais em projetos que conectem sustentabilidade e inovação.

“Estimulamos o desenvolvimento de jovens talentos intraempreendedores a auxiliarem no endereçamento dos principais desafios relacionados ao nosso negócio. A iniciativa está intimamente conectada ao compromisso público da BRF de garantir a rastreabilidade de 100% dos grãos adquiridos da Amazônia e do Cerrado até 2025”, afirma Gilson Ross, diretor de Operações e Compras de Commodities da BRF. 

“O projeto segue os princípios globais como os guias de Devida Diligência da OCDE e as diretrizes de Diligência em Direitos Humanos da United Nations Global Compact, de Nova York. As novas práticas da BRF são inovadoras, se antecipando às crescentes demandas internacionais sobre o tema”, complementa Reynaldo Goto, diretor de Compliance da BRF.  

A Sustentabilidade está na Cultura da BRF, na estratégia de negócios e na gestão cotidiana das atividades da Companhia, sendo uma jornada que não começou agora. “Estamos empenhados em prosseguir nela e inspirar cada pessoa a ser o agente da mudança. Iniciativas que contribuam para acelerarmos a agenda dos ODS das empresas são fundamentais para que possamos contribuir para um mundo melhor”, reforça Mariana Modesto, diretora de Sustentabilidade da BRF.