Setor Sucroalcooleiro

Usinas já fixaram preços de 52% do açúcar para embarque em 2022/23

As usinas brasileiras fixaram, em dezembro, o preço de exportação de 1,25 milhão de toneladas de açúcar para entrega na safra 2022/23, que vai começar em abril


Publicado em: 25/01/2022 às 11:35hs

Usinas já fixaram preços de 52% do açúcar para embarque em 2022/23

As usinas brasileiras fixaram, em dezembro, o preço de exportação de 1,25 milhão de toneladas de açúcar para entrega na safra 2022/23, que vai começar em abril, de acordo com levantamento da Archer Consulting. Com isso, já são 13,4 milhões de toneladas de açúcar com preço de exportação definido.

O volume corresponde a 52,5% do que a consultoria estima que será embarcado na próxima temporada. A parcela é menor do que a registrada em dezembro de 2020, quando 69% das exportações para a safra seguinte (2021/22) estavam fixadas. Na bolsa de Nova York, os contratos de açúcar demerara somaram 1,68 milhão em dezembro, 32% abaixo da média mensal dos 12 meses anteriores.

Segundo a Archer, a redução deve-se a uma base alta de comparação, já que a atividade de hedge estava mais aquecida em 2020. Também contribuíram para essa queda a desaceleração da economia global e a necessidade de ajustes nos livros das tradings via spreads, segundo a consultoria.

O preço médio de fixação das operações de hedge feitas em dezembro ficou em R$ 2.493 por tonelada posta no porto de Santos (FOB). Para todo o volume fixado para a safra que vem, o preço médio está em R$ 2.143 a tonelada, ou 16,55 centavos de dólar a libra-peso (sem prêmio de polarização).

Fonte: Agência UDOP de Notícias

◄ Leia outras notícias