Setor Sucroalcooleiro

Açúcar: contratos futuros recuam em todos os lotes da ICE de Nova York e Londres

Os contratos futuros do açúcar fecharam em baixa nas bolsas internacionais nesta quarta-feira (26)


Publicado em: 27/01/2022 às 10:50hs

Açúcar: contratos futuros recuam em todos os lotes da ICE de Nova York e Londres

Os valores do mercado são influenciados diretamente com a tensão entre Rússia e Ucrânia, embora as perdas tenham sido limitadas pela alta nos preços do petróleo, podendo reduzir a produção de açúcar no Brasil, maior produtor.

Em Nova York, na ICE Future, o açúcar bruto, no vencimento março/22, foi comercializado a 18,49 centavos de dólar por libra-peso, 29 pontos a menos do que os preços da véspera. Já a tela maio/22, desceu 22 pontos, negociada a 18,19 cts/lb. Os demais lotes fecharam mistos entre 2 e 19 pontos.

Operadores disseram à Reuters que os especuladores permaneceram à margem após uma grande redução de sua posição comprada no adoçante. "Acho que isso é uma tendência contínua por causa de questões políticas macro e globais", disse um corretor dos EUA.

Segundo a CovrigAnalytics, a esperança é que o mercado global de açúcar registre um pequeno excedente de menos de 0,6 milhão de toneladas em 2021/22, graças à maior produção na Índia, Tailândia, Paquistão, Europa e México.

Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco fechou em baixa em todos os lotes da ICE Futures Europe. O vencimento março/22 recuou 4,20 dólares, negociado a US$ 499,80 a tonelada. Já o contrato maio/22 foi contratado a US$ 491,10 a tonelada, com a desvalorização de 5,40 dólares. Os demais lotes desceram entre 0,20 e 4,90 dólares.

Açúcar cristal

Pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do açúcar cristal fechou ontem a R$ 150,15, com uma valorização de 1,22% no comparativo com os preços praticados na véspera.

Etanol hidratado

As cotações do etanol hidratado, segundo o Indicador Diário Paulínia, fecharam ontem (26) no vermelho. O biocombustível foi negociado a R$ 3.230,00 o m³, com uma desvalorização de 0,12% no comparativo com a véspera.

Fonte: Agência UDOP de Notícias

◄ Leia outras notícias