Processamento

Vindima 2022 promete uma nova safra histórica para o vinho brasileiro

Estiagem que ocorre na região já era esperada por produtores e auxilia na maturação da fruta


Publicado em: 17/01/2022 às 14:20hs

Vindima 2022 promete uma nova safra histórica para o vinho brasileiro

Com uma bela paisagem de parreiras carregadas de uvas para os turistas, a Vindima de 2022 promete uma grande celebração da colheita. Depois de boas safras nos anos de 2020 e 2021, as expectativas são de que 2022 se torne uma das principais safras do Brasil, de acordo com o Coordenador da IP Altos Montes e Sócio da Vinhos Fabian, Giovani Fabian. 

Após estágios de dormência em um inverno rigoroso e brotação com uma boa fase de chuvas, que contribuiu para a formação dos cachos e boa quantidade em cada videira, o processo final de maturação depende de um esperado período de baixa nas chuvas para a qualidade da colheita. 

Apesar de uma expectativa de safra menor que a de 2021, este ano, o foco é na qualidade dos vinhos. A safra de 2020, conhecida como “Safra das Safras” foi resultado de um ciclo semelhante ao de 2022. “Tudo indica que esta safra será parecida com a de 2020, com uvas de muita qualidade, resultando nos vinhos de alto padrão dos Altos Montes”, afirma o proprietário.

Vinhos dos Altos Montes - Localizada na Serra Gaúcha, entre os municípios de Flores da Cunha e Nova Pádua, a Região dos Altos Montes é responsável pela maior produção de uvas e vinhos do país, chegando 80 milhões de quilos de uva e 45 milhões de litros de vinho numa só safra. Desde 2002, a rede vitivinicultora e o enoturismo local são fortalecidos pela Associação de Produtores dos Vinhos dos Altos Montes (Apromontes), composta por doze vinícolas: Boscato, Casa Venturini, Cave de Angelina, Fante Bebidas, Luiz Argenta, Terrasul, Valdemiz, Vinhos Fabian, Vinhos Viapiana, Vinícola Família Bebber, Vinícola Mioranza e Vinícola Panizzon. Mais informações podem ser obtidas em www.vinhosdosaltosmontes.com.br