Adubos e Fertilizantes

Fertilizantes nitrogenados disparam 61%

Alternativa é observar o valor dos fertilizantes orgânicos para as safras de 2022


Publicado em: 21/01/2022 às 18:20hs

Fertilizantes nitrogenados disparam 61%

O preço dos fertilizantes nitrogenados apresentaram a maior inflação no ano que passou, somando alta de nada menos que 61% em relação a 2020. De acordo com dados do portal especializado FertilizerDaily, no ano de 2021 o mercado mundial experimentou uma disparada generalizada nos preços dos fertilizantes minerais.

“Para compensar esse aumento do preço dos fertilizantes minerais, os agricultores devem prestar atenção à sua aplicação exata. A análise do solo é extremamente barata em comparação aos fertilizantes e é de grande benefício para os agricultores. Por exemplo, o solo com um índice de quatro para fósforo e potássio definitivamente não precisará deles durante toda a temporada de crescimento de 2022”, sugere o FertilizerDaily.

Os fertilizantes cálcicos, acrescenta o portal especializado, são uma alternativa interessante por estar prontamente disponível, além de também pode ser de grande benefício se aplicada nos campos nas semanas que antecedem as colheitas da primavera. 

Por fim, o FertilizerDaily aponta como alternativa observar o valor dos fertilizantes orgânicos para as safras de cultivo em 2022. Nesse sentido, o CEO da PhosAgro, Andrey Guryev, apontou que a empresa está “dedicando grande atenção ao desenvolvimento de nutrição vegetal eficaz e que permitam que a agricultura seja realizada de acordo com os requisitos da sustentabilidade”.

Segundo o executivo, a PhosAgro está trabalhando ativamente na ecologização e biologização da agricultura. Ele aponta que experimentos com produtos fitofarmacêuticos biológicos em cereais e frutas obtiveram um aumento no rendimento de cereais até 10%, sendo que nos morangos chegou a 38%.

“O mercado de produtos verdes é o que mais cresce e este é um bom nicho […] como parte da criação de uma marca ‘verde’ de alimentos melhorados. Esses altos padrões garantem a segurança dos produtos agrícolas cultivados com nossos fertilizantes ecoeficientes e, no futuro, neutros em carbono”, enfatizou Andrey Guryev.

Fonte: Agrolink

◄ Leia outras notícias